segunda-feira, 1 de junho de 2009

Estou bem, obrigada!

segunda-feira, 1 de junho de 2009
Reações contrárias .... Eu sou estranha, isso é com certeza um fato aleatório sobre mim, mas provavelmente não uma novidade para quem me conhece de longa data.
Não tenho cura. Óbvio! Seria correto afirmar também que me julgo sem motivos, mas os motivos me distorcem precocemente.

Queria que as pessoas pudessem ver o mundo através dos meus olhos. Seria tão mais simples entender como me sinto. Porque explicar, é algo que as vezes me parece fora do comum, ou simplesmente inexplicável. Então, quando você me pergunta como estou, a resposta é automática: "Estou bem, obrigada!".


Afinal, quando você me fez a pergunta, tenho certeza que era esta a resposta que esperava.


Se a caso em um momento de grande inspiração e desabafo eu despejasse em você tudo aquilo que eu realmente sinto, seria apenas mais uma louca que de repente resolveu (me desculpe a expressão...) fazer seu ouvido de penico. Por tanto, cuidado para não me pegar em um desses dias, pois se acaso você me perguntar como estou, é bem provável que eu te responda.

Neste mundo onde as pessoas normais soltam bombas nucleares, eu procuro ser o mais anormal possível.

Sim, eu não sou normal, e nem quero ser. Pessoas normais me cansam. Têm toda a vida cronometrada, e seus passos são quase sempre programados. Nada é tão fácil que um simples "sim" ou "não" possa resolver a questão de uma pergunta.

Nós complicamos demais uma coisa que deveria ser tão simples, como apenas VIVER!

Gosto de pensar em mim mesma como uma criança grande.

Não pense que isso é ser infantil, apenas acredite que felicidade não existe sem a simplicidade de um sorriso sincero e, porque não dizer também, bobo e infantil; sem o medo de se molhar na chuva e sair pisando nas possas de água que se formam no meio da rua; sem as gargalhadas das cócegas de um amigo e inúmeras outras coisas simples que outrora nos faziam felizes, numa época em que viver era algo mágico. Quando o mundo aos nossos olhos era como um parque temático a ser descoberto e aventurado. Cujos mistérios fossem desvendados através do simples ato de viver.

7 Pensamentos:

Ana Paula disse...

Muito bonito o texto moça...=)
Ser cirança de novo e todos os dias, é o que deveríamos...^^

Guilherme SanPer disse...

acho que ser estranho é o que há e mais normal, temos que ser loucos para viver num mundo louco

TaiaToledo disse...

aaah que lindo! falou tudo que eu penso as vezes e nao consigo dizer.. e acredite, eu ja despejei muita coisa em quem nao tinha nada a ver com minha vida quando apenas me perguntaram como eu estava hahaha
viver deveria ser mais simples ;)

Jonathan disse...

Não há como ser feliz sem sem simplicidade, devemos olha o mundo de um simples modo, o mundo é lindo e simples, viva-o com simplicidade, não se preocupe com o que as pessoas dizem, elas não entendem, talvez um dia entendam, a vida, o mundo, a morte irão a ensinar que tudo é simples, como Deus é.

passa lá: http://librianodoamor.blogspot.com/

Vou colocar seu blog nos meus favoritos e nos meus indicados, amei ele, seus pensamentos são maravilhosos. ;)

abs, sorte no blog e na vida.

Rick Silva disse...

ki lindo amore, amei td issu. Concordo com td issu q disse, temos que levar a vida cm c fossemos uma criança, pois so a criança sabe oq e aproveitar a vida. Viver como criança e aproveitar se divertir viver tudo oq ha de melhor na vida.
Meus ouvidos estarao sempre a disposição p te ouvir falar meu anjo

Te Amo Muitaum
Beijoss ;*

Rubra disse...

Menina, acho que penso como você!
É difícil explicar o modo com que cada um de nós, vemos o mundo. O legal, é que todos são diferentes! Pena, que muitas pessoas negam a individualidade, o seu próprio jeito de ser, e se tornam parte da massa. Se tornam parte daqueles que se esforçam para ser mais um sujeito normal... O melhor mesmo é conseguir viver sendo totalmente verdadeiro, consigo mesmo, e com o mundo ao nosso redor. Sério, ia tudo ser mais fácil assim...
A vida é simples, não tem porque complicar tanto assim. Não tem porque se submeter a viver por coisas. Não tem porque, ser outra pessoa para agradar alguém. Não tem porque, esconder vontades, desejos.
Viva todas as gargalhadas, todas as lágrimas, todas as crises, toda a felicidade. Viva pelo que você acredita, esqueça a opinião de quem não consegue e não se esforça para entender algo incomum. Seja sempre maluca!
Um beijo

Andressa disse...

Eu adoro os seus textos, é incrível como me identifico!!

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário. Volte sempre! :)

Páginas

Momento Reflexão

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro

(Gabriel Pensador/Até Quando)
 
Navego, logo existo ! © 2008. Design by Pocket